PTIS – Projeto Transnacional de Inclusão Social

Este projeto de preparação de cooperação transnacional pretende valorizar os recursos endógenos e ainda os elementos identitários das regiões em causa, nomeadamente nas áreas da inclusão social e a agricultura familiar, daí a importância de formar parcerias com agentes locais nacionais, bem como de Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.
Assim, além da intenção de criar parcerias para o desenvolvimento da cooperação, os principais objetivos são os seguintes:

Promover atitudes empreendedoras, o autoemprego e o empreendedorismo, com recurso à Metodologia CRER (Criação de Empresas em Espaço Rural);
Promover a agricultura familiar, bem como a criação de circuitos de produção, divulgação e comercialização de produtos locais;
Promover a integração social numa perspetiva de envolvimento comunitário das crianças e jovens;
Promover a capacitação das famílias;
Capacitar crianças e líderes através de atividades dirigidas àquele público-alvo;
Promover a proteção dos direitos das crianças e jovens, com apadrinhamento de crianças dos países africanos por jovens portugueses;
Desenvolver ações de apoio técnico à auto-organização dos habitantes – Educar e desenvolver através do artesanato.

Constitui-se ainda como objetivo a chamada de atenção aos jovens para as problemáticas que se continuam a registar em termos sociais, seja em países subdesenvolvidos como desenvolvidos, a sensibilização e mobilização para a sua participação na resolução dos mesmos.
Com esta partilha de conhecimentos e transferências de experiências, pretende-se criar as condições essenciais para um processo importante de qualificação dos territórios como forma de desenvolvimento social e económico dos territórios envolvidos.

Este projeto é financiado pelo FEADER – Medida 10.3 do PDR2020, sendo o território de intervenção o mesmo do DLBC.

Investimento Total – 85 000,00€
Co-financiamento FEDER – 76 500,00€

Comments are closed.